Equipe


VIVÊNCIA COM ECO BRINQUEDOTECA:
formação de educadoras(es) em educação ambiental
autora: Emile Miachon
co-autora: Tereza Miriam Pires Nunes

Promover a vivência de educadoras(es) com eco brinquedos, jogos, banda e o teatro de bonecos no aspecto da criação de esquetes temáticas, são práticas que realizamos desde 2006 na região de Campinas. Acreditamos que essa forma de realizar o trabalho educativo, ludicamente, contempla uma educação que inclui as diferenças, revela aspectos de várias culturas, valoriza a história, defende a formação do ser humano em sua totalidade: razão, emoção, sentimento e intuição.
O planeta sofre consequências da devastação humana, temos questões e problemas emergentes sobre como lidar com nosso ambiente, a legislação solicita que educadoras(es) trabalhem os conceitos da educação ambiental, mesmo sem termos formação adequada nessa área de conhecimento.
Entendemos educação ambiental não apenas algo que seja para comemorarmos em uma data especial, ou que considera somente o que é verde, mas sim que inclui todos os seres vivos e inanimados. Um dos aspectos relevantes, para compreendermos a complexidade do nosso tempo, passa necessariamente pelo aprendizado permanente, encontramos nesssa via, na atividade lúdica, essa potencialidade que partilharemos.
Nossa abordagem tem foco nas práticas de leitura, não apenas da comunicação escrita tradicional, mas uma leitura que abrange o mundo, a comunicação, o diálogo que algumas brincadeiras especialmente escolhidas permitem, mais especificamente em atividades como apoio a alfabetização: são baralhos com temas e curiosidades, percursos desafiadores em busca de objetos, contação e montagem de pequenas histórias com situação, problema e resolução – tudo materializado a partir de sucatas.

Emile Miachon
Coordenadora pedagógica e administrativa

Ms em Educação pela FE/ Unicamp com a dissertação: “A abordagem cultural nas práticas pedagógicas”. Arquiteta, Administradora de Marketing e Pedagoga pela UAB/Ufscar Ead (em andamento). Coordena o Ponto de Cultura Espaço Brincar, realiza oficinas, workshops, vivências e eventos envolvendo o público de educadores, propiciando formação continuada com a temática socioambiental e do brincar por meio de atividades lúdicas relacionados a ecobrinquedoteca, visando reflexão das práticas pedagógicas e a qualidade no processo ensino/aprendizagem. Participou do XII Congresso Internacional de Brinquedoteca em São Paulo/ 2011 e do Curso 'A formação do educador Lúdico' pela Labrimp USP/2012. 

Tereza Miriam Pires Nunes (Zamira Nunes)
Coordenadora pedagógica e administrativa

Ecobrinquedista, Pedagoga e Bióloga.Coordenadora da Ecobrinquedoteca do Parque – Campinas/ SP e do projeto Ponto de Cultura Espaço Brincar localizada no Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim - Campinas/SP. Na Secretaria Municipal de Educação de Campinas exerceu funções de Professora, orientadora, vice-diretora e educadora ambiental. Iniciou o curso de Danças Circulares e Jogos Cooperativos na UNIPAZ. Atua como Educadora Ambiental voluntária no Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim e Conselheira na Associação Brasileira de Brinquedoteca – ABBRI/ SP. Ministra cursos, palestras e workshops de formação para Ecobrinquedistas desde 2004. Participou do XI e XII Congresso Internacional de Brinquedoteca em Paris Fr – 2008 e São Paulo – 2011. Publicou artigos na Revista Eletrônica Labjor e Articule-se. 

 Caroline Lins Ribeiro 
Coordenadora pedagógica do grupo comunicativo

Ms em Educação pela UFSCar, graduada em Saneamento e Controle Ambiental pela UNICAMP. Atua na Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares – ITCP; no curso de Pedagogia da UFSCar como Tutora virtual; na Ecobrinquedoteca do Parque com grupos de formação de adultos, tertúlias dialógicas e ecojogos como facilitadora. 
Atuou como professora titular do curso de Gestão Ambiental da Faculdade Professor Luiz Rosa e na Prefeitura de Franco da Rocha como assessora técnica ambiental. Assessora em arte e educação ambiental na Associação Cultural Mamulengo Luz e Cor. Realizou projetos socioambientais que envolviam Arte e Educação Ambiental realizados pela Fundação José Pedro de Oliveira – Mata de Santa Genebra, responsável pelo projeto “Uma semente para brotar 2006” . Participação, durante o ano de 2008 do grupo de danças brasileiras Girafulô – projeto de extensão da UFSCar em São Carlos e em 2006, do GEDAN (grupo de dança e consciência corporal) na faculdade de educação da UNICAMP. 


Renato Matos de Lopes Torres Barboza
Monitor e Facilitador

MS em Engenharia Urbana pela UFSCar (2011). Arquiteto e Urbanista pela UFRuralRJ (2008). Permacultor formado pela Casa Colméia (2010), Unesp Botucatu (2012) e IPCP (2012). Atua como ecobrinquedista, realizando atividades de formação de educadores ecobrinquedistas e de arte-educação com crianças, jovens e adultos. Monitor no Acantonamento infanto-juvenil lúdico de férias Paruru (verão e inverno) desde 2011; Facilitador no Projeto do Ponto de Cultura “Espaço Brincar” desde 2009; Fez o Curso 'A formação do educador Lúdico' pelo Labrimp/USP (2012); e o curso de Formação de 'Líderes Lekotek' pela AMCIP (2012) - Metodologia de Brinquedoteca para inclusão de crianças com deficiência física e mental. 

Vera Lúcia Javaroni de Oliveira 
Monitora

Médica formada pela F. Regional de Medicina de São José do Rio Preto com especialização em Pediatria. Aposentada pela Secretaria Municipal de Saúde de Campinas. Atua na equipe da Ecorinquedoteca do Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim. Particiou do `` CURSO DE PREPARAÇÃO DE BRINQUEDISTA E ORGANIZAÇÃO DE BRINQUEDOTECAS`` realizado pela ABBRI (2010). Participou do II SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: `` Desafio de Ensinar e Aprender Matemática na Educação Básica`` realizado pela UNICAMP (2011). Oficinas de 30 horas realizadas no ESPAÇO BRINCAR: Ecobrinquedoteca, Cultura e Educação Socioambiental em 2010.

Rouhiye Vahdat Beust (Ginus) 
Colaboradora voluntária

Administradora de Empresas pela PUC RGS. Trabalhou na área da Educação mais de 20 anos no Rio Grande do Sul e São Paulo. Atua como ecobrinquedista desde 2009, ministrando 'Oficinas de Ecobrinquedos' para grupos em Escolas, Faculdades, Entidades Educacionais, Aldeia indígena em Manaus, Boa Vista, Porto Feliz, Maceió, Campinas, Valinhos, Mogi Mirim, entre outros. Na Argentina e Uruguay. Participou do XII Congresso Internacional de Brinquedoteca em São Paulo/ 2011. 

Gleyd Maria Pereira Bertuzzo 
Colaboradora voluntária

Mestranda em Geografia pela Universidade de Campinas - Unicamp. Atuou como docente titular da PUC - Campinas de 1998 a 2008, ministrando diversas disciplinas técnicas no curso de Turismo. Coordenou o Projeto UNISOL (Universidade Solidária) em 2003 - Módulo Nacional. Elaborou e coordenou o projeto de extensão Universitária “ Identidade Cultural, Turismo e Memória” 2007 - 2008. Cursou Oficina de Ecobrinquedoteca pelo PC Espaço Brincar em 2010. 

Simone
Colaboradora voluntária

Mairany Gabriel 
Facilitadora

Arte educadora pela PUC Campinas. Formação técnica em piano pelo Conservatório Musical Campinas – PUCC. Especialista em Arteterapia pela FCM/UNICAMP. Especialista em Danças Circulares pela Unipaz/ Faculdade Campos Elíseos – SP. Responsável pelo Programa de Danças Circulares do Parque Ecológico em Campinas desde maio 2005. Ministra cursos de Capacitação em Danças Circulares para professores desde 2005. Prêmio Interações Estéticas (Danças Circulares) 2008/09MinC-Funarte. Prêmio Areté (Danças Circulares para professores) 2009/10 MinC. Prêmio Interações Estéticas (Danças Circulares – Ciranda das Cores) 2010/11 MinC/Funarte. 
Blog: http://mairanygabriel.blogspot.com.br/

Tania Zacharias
Facilitadora



Marta Ragioglio
Facilitadora

3 comentários:

  1. Ei minha gente, querida e ecobrincante! Temos que investir mais e mais neste instrumento de comunicação, não é?
    Renato, grata por esta força!
    Bjs para tod@s

    ResponderExcluir
  2. Viena, está com saudade das nossas Brincantes Zamira e Vera. Voltem logo! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo trabalho, equipe super capacitada.
    Abraço especial para o Renato Barboza, com quem vivenciei parceria em projeto
    de permacultura.

    ResponderExcluir